MPTI – Mestrado

FAQ – Perguntas e Respostas Frequentes

1. Qual objetivo do mestrado?
O MPTI tem como objetivo a formação de professores intensivistas para os Programas Educacionais da SOBRATI. Tem foco profissionalizante com pesquisa nas Unidades Emergenciais e Intensivistas em serviço.

2. Quem reconhece o MPTI?
O MPTI é reconhecido através da SOBRATI, Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva, que objetiva formar professores intensivistas para seus Programas Educacionais. É profissionalizante, portanto visa público assistência, não focando modelo acadêmico clássico.

3. Quem pode ser candidato ao MPTI?
Para ser candidato a uma vaga no MPTI, basta ser graduado em ciências da saúde e que tenha atuação na área emergencial, UTI, Home care ou APH. É necessário o preenchimento de Ficha de Avaliação (FA) em conformidade com as normas da SOBRATI e que está disponível em nosso site INSCRIÇÕES (Clicar ) – Situações especiais serão avaliadas pela comissão de ensino.

4. Como funciona o MPTI?
É realizado em 600 horas. O conteúdo teórico é feito aos sábados e domingos a cada 2 meses, perfazendo 7 módulos. O mestrando fará 200 horas em serviço onde desenvolverá Dissertação Final que deverá ser apresentada no período mínimo de 1 ano e máximo de 2 anos. A Dissertação agrega 200 horas, complementadas por 100 horas de estágio com atividades técnicas e científicas na Feira Hospitalar.

5. Em que Estado posso fazer o MPTI?
O MPTI é realizado em capitais regionais do país. Região Sul: São Paulo. Região Norte-Nordeste: Paraíba ou Distrito Federal. Região Centro-Oeste: Distrito Federal. Região Sudeste: São Paulo e Rio de Janeiro.

6. Qual o Pré-requisito para iniciar o MPTI?
Ser graduado na área das Ciências da Saúde, conforme Conselho Nacional de Saúde.Ter atividade em urgência, emergência, UTI e APH. Ser aprovado em critérios de pontuação conforme Ficha de Admissão que leva em conta: tempo de formado, experiência profissional na área emergencial, experiência na docência, trabalhos publicados, atividades científicas, titulações, publicações técnicas, chefias e coordenações etre outras.

7. Qual o investimento do MPTI?
O valor mensal do MPTI é de R$ 500 a 600 Reais mensais (Na dependência da região – custo transporte), 15 parcelas, que representa o custo de deslocamento dos professores, de auditórios e hotel, refeições para o corpo de alunos, assinatura da Revista Intensiva, registro e arquivamento das documentações, gratuidade nas atividades de Congresso da SOBRATI, realização de IBS, acompanhamento das Teses na Comissão de Teses (avaliações) e reuniões bimestrais com coordenadores doutorandos do Brasil. Os Mestrandos recebem refeições, auditório climatizado, gratuidade de Congresso. (70% do custo é destinado ao apoio ao Mestrando).

8. A certificação do MPTI será aceita em concursos ou Universidades
O MPTI é reconhecido através da SOBRATI, formando professores intensivistas para seus Cursos internos. Após o término e, devidamente certificado, o mestrando poderá apresentar em concursos e universidades, porém caberá a cada Instituição a aceitação da respectiva certificação podendo haver parecer positivo ou negativo por parte das mesmas. Algumas Universidades e Concursos só aceitam com credenciamento na CAPES. Não é objetivo principal da SOBRATI a certificação para Concursos e Universidades, mas a Formação de Professores Intensivistas para Programas de Hospitais e UTIs. Instituições Públicas ou Privadas QUALIFICAM candidatos mediante critérios internos e curriculares, portanto cabe a cada organização estabelecer critérios de aceitação ou não, independente de credenciamentos (recomendações).

9. Por que devo fazer o MPTI?
É uma decisão pessoal, particular, que deve ser ponderada. Recomendamos fazê-lo em virtude do conhecimento dos Protocolos da SOBRATI, da integração com a Associação e Corpo Docente, bem como ter a Titulação de Mestre Intensivista, ampliando pontuação na Titulação de Especialidade da SOBRATI. Não recomendamos que o faça se não lhe atender de forma Acadêmica ou Profissional. Na dúvida, o primeiro Módulo poderá esclarecer e orientar.